Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Arquivos Entrevistas

[Entrevista] - Professor Lúcio Chaves Gondim - Novo Diretor do Colégio Ruy Barbosa

E-mail
O professor Lúcio Chaves Gondim foi nomeado pela Superintendência da CNEC (Campanha Nacional de Escolas da Comunidade) novo diretor de uma das mais importantes unidades de ensino da rede de escolas de todo Ceará, o Centro Educacional Cenecista Ruy Barbosa. Não obstante esta marca da educação impressa ao longo de quase 50 anos no município, o professor Lúcio terá pela frente a missão de administrar uma instituição que tem a cara de outro educador: Edson Luiz Cavalcante de Gouvêa, o Dr. Edson, recentemente falecido.

Foto:J.Guedes
Professor Lúcio
A Praça - Até que ponto as marcas da disciplina, ética, respeito, cidadania e outros valores, deixados por Dr. Edson, podem ajudar no seu trabalho daqui para frente?

Lúcio -
Uma boa administração é marcada por pontos importantes como os citados. Sem dúvida alguma vamos procurar firmar cada vez mais o que o nosso inesquecível Dr. Edson nos deixou como grandes ensinamentos.

A Praça - Será difícil conduzir a Escola sem contar com aquele ‘olhar’ dele?

Lúcio -
Sem o olhar material sim, mas quando pararmos e pensarmos no seu olhar espiritual, a nossa Escola será bem conduzida.

A Praça - Haverá muitas mudanças com a nova administração?

Lúcio -
Não podemos administrar como ele, nem devemos, pois aquele dom foi Deus que lhe deu. Toda nova administração requer mudanças, mas que devem acontecer de maneira satisfatória e gradativamente. Iremos fazer o possível sempre procurando seguir o ensinamento adquirido durante a convivência de 25 anos de trabalho.

A Praça - O senhor pretende ampliar os investimentos na infra-estrutura do colégio e nos equipamentos atuais? Em que áreas especificamente?

Lúcio -
Sem dúvidas. Já começamos a executar o projeto por ele deixado: - no social, estamos construindo o Parque Aquático, ampliando assim a nossa Vila Olímpica Cenecista, estamos finalizando a reforma referente às salas de aula e dependências com pinturas de cores modernas e revestimento de cerâmica, arejando cada vez mais o ambiente escolar. Estamos na fase final de licitações para iniciarmos a climatização em nossas salas de aula (projeto este que vai ser estudado com a família cenecista). No tocante ao pedagógico, iniciamos na educação infantil com aquisição de um parquinho e outros equipamentos. Atualizamos o laboratório de Informática com novos computadores. Pretendemos ampliar o laboratório de Química e outros investimentos que facilitarão a aprendizagem do nosso aluno. Para melhor atendermos a comunidade iguatuense e em especial a família cenecista, breve estará funcionando a nossa recepção, que facilitará o controle com segurança do nosso aluno, pais e funcionários.

A Praça - Existe uma marca própria do Colégio Ruy Barbosa, em se tratando de um modelo de Educação?

Lúcio -
Sim. O Ensino de Qualidade, ensino este transmitido pelo quadro docente qualificado e com o compromisso voltado para o engrandecimento do conhecimento do nosso discente.

A Praça – Quais as metas que o senhor pretende alcançar neste ano letivo de 2007, em relação aos indicadores de aprovação e aprendizagem?

Lúcio -
Uma das principais metas é atingirmos com objetividade uma aprendizagem com qualidade em todos os níveis de ensino (infantil, fundamental e médio) como tem sido comprovado nas aprovações nos exames de vestibulares, nas Olimpíadas de Ciências e de Matemática, a nível estadual, e outros concursos prestados pelos nossos alunos.

A Praça - As escolas da rede particular de ensino também convivem com as mesmas deficiências da rede pública, nos indicadores de ‘repetência’. Logicamente em menor escala. Na sua opinião onde está o erro?

Lúcio -
A cada ano notamos um grande desinteresse dos alunos no tocante a aprendizagem, situação difícil e preocupante. Em nossa escola sempre procuramos buscar formas de como estimular o nosso aluno para reverter essa situação.

A Praça – Há cerca de 15 dias, o Ministro da Educação, Fernando Haddad, lançou um pacote para o setor que apontam investimentos nos quatro níveis, com grande suporte ao ensino infantil. O que o senhor achou dessas medidas?

Lúcio -
Na construção de um edifício, o mais importante são as fundações (bases, alicerce, etc). Na educação não pode ser diferente, pois é na educação infantil que a criança começa a despertar o interesse pelo conhecimento, e esta base tem que ter um bom alicerce para não desmoronar. Aproveitando o momento, queremos esclarecer à comunidade iguatuense e região, em especial à família Cenecista que a nossa escola continuará o trabalho implantado pelo inesquecível Dr. Edson Luiz Cavalcante de Gouvêa, com total responsabilidade, por todos que fazem esta casa de Educação. Viva Jesus!

Comentários  

 
#1 Mtheus de Souza 06-09-2010 18:57
amigão de coração é esse ai!esse ano vamos machar e teremos o pilotão do 50 anos!eu acho que a abertura sera com a foto do nosso querido dr.edson!
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar