Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Arquivos Entrevistas

[Entrevista] - Ivo Ferreira - Equipe de Gestão da URCA-Iguatu

E-mail

O professor e bacharel em Direito José Ivo Ferreira, recém formado pela Universidade Regional do Cariri, agora integra a nova equipe de gestão da Urca – UDI - Unidade Descentralizada de Iguatu. Ao lado de outros, como Ramon Gabriel, Reno Feitosa, Eduarda Maria e Berilo Barroso, Ivo tem pela frente muitos desafios no trabalho da nova gestão da UDI da URCA do Centro-Sul. Entre os principais, as etapas da transição para que a instituição alcance o projeto dos cursos gratuitos para os jovens estudantes de Iguatu e da Região.

A Praça - Quais são as principais mudanças inseridas pela nova equipe na UDI da Urca?

Ivo Ferreira - De imediato, visando a democratizar a Administração de nossa Unidade, as decisões de agora em diante serão tomadas em colegiado. O Magnífico Reitor incumbiu a uma Comissão Gestora que é composta pelo professor Reno Feitosa Gondim como Presidente, a minha pessoa como Diretor Administrativo-Financeiro e Presidente em exercício nas suas ausências, o Professor Ramon Gabriel Matos Cavalcante como Coordenador do Centro de Estudos Sociais Aplicados, a Professora Maria Eduarda Matos como Coordenadora do Curso de Enfermagem e o Professor Berilo Barroso como Coordenador do Curso de Educação Física a tarefa de conduzir a UDI em um processo de transição político-administrativo que objetiva a inserção célere de nossa Unidade em um parâmetro de Universidade Pública e Gratuita, e nesse sentido esta equipe está viabilizando todas as medidas necessárias para alcançarmos este desiderato. Confirmando tal intenção um primeiro passo já foi dado: através da Portaria 247/2007 - GR foram extintas dezesseis taxas de serviço que eram cobradas exaustivamente pela administração anterior; pari passu estamos firmando Convênio com a prefeitura de Acopiara que passará a fornecer transporte gratuito para os alunos de Enfermagem cursarem seu estágio e já estamos conversando com outros prefeitos da Região no sentido de firmarmos novos convênios e ainda aumentar o efetivo dos nossos estagiários nos Hospitais e PSF’s de Iguatu. Também estamos providenciando a oferta de Cursos de Pós-Graduação a fim de cada vez mais melhorar a atuação de nossos professores.

A Praça - É verdade que a gestão anterior da UDI deixou muitas dívidas a serem honradas? O que aconteceu com o dinheiro pago das mensalidades dos alunos?

Ivo Ferreira - É verdade. Compras efetuadas pela administração anterior, salários e aluguéis em atraso, dentre outros desafios a serem enfrentados em tão curto tempo, deixam-nos perplexos com a falta de gerência financeira perpetrada nos últimos anos. Acrescente-se ainda uma inadimplência que em média de 45%, gerada pelo alto valor das mensalidades e que deve ser suprimida como um dos requisitos para alcançarmos a estatização. Neste sentido estamos viabilizando um processo de negociação capaz de entender as angústias de cada um dos nossos alunos sem abrir mão do saneamento das contas e a recuperação do débito de nosso corpo discente. Devido ao curto lapso temporal a atual gestão ainda não pode precisar qual a situação da arrecadação da Unidade efetuada pela administração passada. Fato é que herdamos várias dívidas e uma auditoria será capaz de nos esclarecer se isto foi causado pela inadimplência ou por circunstâncias outras.

A Praça - Na visita do novo reitor Plácido Cidade Nuvens, foram realizadas reuniões com o prefeito Agenor Neto (representado pelo vereador Aderilo Alcântara), o bispo Dom José Mauro, o presidente da CDL, Bento, representantes do judiciário e com os professores. Qual a finalidade desses encontros?

Ivo Ferreira - Prof. Plácido, acompanhado por diversos Pró-Reitores da URCA, Superintendência da FUNDETEC e o Núcleo Gestor de Iguatu, esteve visitando as autoridades de nossa cidade com o objetivo inicial de criar laços e estabelecer relações mais próximas com nossas Instituições. Estivemos conversando com os bispos de Iguatu, com o Presidente da Câmara Aderilo Filho, que representava na ocasião o Poder Executivo Municipal, o Poder Judiciário e o Ministério Público, e por fim o Setor Produtivo, em Reunião na CDL, com o seu Presidente e o Presidente da Associação Comercial. Nas audiências temas diversos de interesse da URCA foram tratados entre os quais parcerias para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão, os quais consideramos vitais para o desenvolvimento da Região.

A Praça - É verdade que já existe a data para a aula inaugural dos cursos gratuitos? Quando será?

Ivo Ferreira - O governador Cid Ferreira Gomes em audiência com o Magnífico Reitor da Universidade Regional do Cariri já requisitou da Administração Superior da URCA a análise do impacto financeiro e orçamentário para a estadualização da Unidade Descentralizada de Iguatu. O Reitor da Universidade acena que, se todos os trâmites necessários para execução do projeto estiverem findados, incluindo a aprovação do Projeto pela Assembléia Legislativa e a realização de Concurso Público, já em  2008, a URCA em Iguatu será uma Universidade Pública e Gratuita. O próprio governador demonstrou ao professor Plácido a intenção de proferir ele mesmo a aula inaugural em data a ser agendada.

A Praça - Como será feito o processo para os alunos que ainda estão pagando as mensalidades?

Ivo Ferreira - Um requisito fundamental para que a gratuidade seja alcançada é a entrega para o Estado da Unidade sem nenhuma pendência. Por isso é necessária a compreensão dos alunos para honrarem em dia por todo o semestre o compromisso assumido em contrato com o pagamento das mensalidades, além de viabilizarem a renegociação e o efetivo adimplemento de possíveis atrasos de meses anteriores. Tal medida deve ser entendida observando as regras do Direito Administrativo que preceitua que o Estado não pode receber dívidas que não concorreu para efetuá-las.

A Praça - O professor Plácido falou em estadualização da URCA. Isso tem algo a ver com a incorporação da FECLI à URCA ou são coisas totalmente diferentes?

Ivo Ferreira - O Professor Plácido Cidade Nuvens em audiência com os professores da Unidade expôs o que foi conversado com o governador do Estado, Cid Gomes, e o Secretário de Ciência e Tecnologia, René Barreira. Informou-nos haver um projeto governamental de reordenamento geo-educacional  do Ensino Superior no Estado do Ceará. A URCA abrangendo, o Centro-Sul e o Cariri, ficando as Unidades Estaduais de Educação Superior destas duas regiões sob a sua égide. A UECE ficaria responsável por unidades de outras regiões mais próximas à Capital. Segundo o Professor Plácido, tais temas estão na pauta de discussão do Estado e tal assunto é de competência das reitorias envolvidas, não competindo a nós do Núcleo Gestor o envolvimento nesta temática de tamanha envergadura.

A Praça - É verdade que já tem político da cidade querendo apadrinhar os cursos gratuitos, dizendo que foram eles quem conseguiram? Afinal de quem é o mérito da vinda dos cursos gratuitos?

Ivo Ferreira - Quem acompanha o processo de desenvolvimento do Ensino Superior em Iguatu pode testemunhar com veemência quais os fatores que redundaram nesta conquista. A União Iguatuense de Universitários - UNIDUS, que desde 2004, ao retornar com a realização das Semanas Universitárias, vem desenvolvendo um papel preponderante como movimento social capaz de provocar a classe política a enxergar a demanda existente no nosso município por Ensino Superior. No passado, infelizmente, a Unidade que aqui foi instalada não observou a reivindicação da comunidade acadêmica por Universidade Pública e Gratuita. Fato este não desanimou a aguerrida luta dos estudantes, os quais se desdobraram e muito contribuindo com seus esforços acadêmicos e o apoio de nossos professores, na busca da qualidade do ensino que elevou a URCA a ser uma das melhores universidades do Estado, fato comprovado pelo último ENADE que consagrou o curso de Direito como o melhor do Ceará e um dos melhores do país e o nosso Curso de Enfermagem como um dos primeiros colocados neste ranking. Esta vontade de crescer os fez ainda mobilizarem-se no sentido de lutar pela tão sonhada pela gratuidade. O ainda candidato a Governador Cid Gomes sensível a tão justo apelo em campanha assumiu o compromisso de tornar nossa UDI gratuita e agora como chefe do poder executivo estadual acena com a intenção política que tornará efetivo este anseio da nossa Região. O nosso reitor Professor Plácido, histórico defensor da Universidade Pública e Gratuita, inclusive em campanha pelo reitorado no nosso município, disse que se eleito não mediria esforços para concretizar este sonho. O fato é que todas as condições estão sendo viabilizadas e o mérito é da coletividade que plural e democrática, através dos canais de participação popular e o apoio de políticos comprometidos como o governador Cid Gomes estão fazendo erguer esta bandeira, e quem sabe em um futuro bem próximo a Universidade do Centro-Sul.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar