Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Arquivos Regional Deputados, CAGECE e secretários anunciam obras da adultora em Acopiara

Deputados, CAGECE e secretários anunciam obras da adultora em Acopiara

E-mail

Foto:Roberto Nunes/Folha do Sertão
Helder Cartaz, Joaquim Cartaxo, Antônio Almeida, Norberto Benevides e Marcelo Gutierrez
No município de Acopiara estão sendo iniciadas hoje (sábado 20/01) as obras emergenciais da adutora que vai transpor água do açude pertencente ao ex-vereador Raimundo Morais, numa distância de seis quilômetros do centro da cidade para a estação de tratamento da Cagece. A assinatura da ordem de serviço aconteceu na comunidade do sítio Escuro, onde fica o açude e terá a participação do prefeito, Antônio Almeida Neto, secretário de Obras do Município, Wandick, representantes da Cagece e do governo do Estado.Ontem o município de Acopiara foi visitado pelo secretário das Cidade, do governo estadual, Joaquim Cartaxo,  o presidente da Cagece, Hélder Cortez, o gerente local do órgão, Marcelo Gutierrez, os deputados Dedé Teixeira e José Nobre Guimarães. Eles foram recebidos pelo prefeito Antônio Almeida, o vice-prefeito Sebastião Mandu Filho e o secretário de Agricultura, Luiz Gomes Lucas. As autoridades se reuniram por mais de duas horas no gabinete da prefeitura para encontrarem uma solução em caráter emergencial para o problema do abastecimento d’água da cidade.

Na semana passada o jornal A Praça publicou matéria expondo a gravidade da situação de falta d’água em Acopiara. O reservatório responsável pelo abastecimento está agonizando. Desde o mês de dezembro que Acopiara aparece na imprensa da Região e do Estado como um município em estado de alerta mediante a situação de calamidade em que vive a população por causa da falta d’água que afeta as famílias da sede e zona rural.

No início do mês de novembro a Cagece divulgou que o reservatório Quincoê ainda tinha um acúmulo de 1 milhão e 400 mil metros cúbicos de água. No final do mesmo mês, o órgão voltou atrás e anunciou um erro de cálculo desta vez afirmando que naquela data toda água acumulada não passava de 300 mil metros cúbicos.

Na semana passada, a gerente do Dnocs, que administra o reservatório de Acopiara, Berenice Feitosa Matos, declarou que o reservatório tem uma baixa de 3 centímetros por dia. Considerando que o consumo d’água de toda população de Acopiara é de 100 mil metros cúbicos por mês, a situação atual é de calamidade. Os equipamentos que medem o consumo de água no próprio reservatório já revelavam há cerca de uma semana que o reservatório estava há menos de 15 centímetros em escala para baixo de atingir o ‘volume morto’, ou seja, quando a água não apresenta mais condições de uso.

Cagece garante um mês de bombeamento d’água

Durante o encontro em Acopiara, ontem, o chefe da Cagece no Ceará, Helder Cortez, anunciou que o órgão ainda vai bombear água para as residências por um período de 30 dias, prazo para a conclusão da adutora emergencial. Ele pediu a cooperação das pessoas no sentido de colaborar com o racionamento e disse que se todos empreenderem o espírito de ajuda o problema será superado. Ele disse que o bombeamento d’água do reservatório Quincoê só será interrompido quando a adutora ficar pronta. Hoje em Acopiara, muitas famílias se recusam a usar a água por causa do alto volume de cloro usado no processo de tratamento.

A obra da adutora iniciada hoje será construída através de uma parceria entre a prefeitura de Acopiara, o governo do Estado através da Cagece. O prefeito Antônio Almeida pediu o empenho dos deputados, Dedé Teixeira e José Nobre Guimarães, no sentido de lutarem junto ao governo federal para conseguirem o restante dos recursos para a obra da adutora que será construída para transporte água do açude Trussu, em Iguatu para a estação de tratamento em Acopiara. Todas as autoridades que visitaram o município de Acopiara ontem se comprometeram lutar pelo pleito.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar