Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Arquivos Regional Vereadores rejeitam projetos do executivo

Vereadores rejeitam projetos do executivo

E-mail

Fotos:Folha do Sertão
(Fotos:Folha do Sertão) Os vereadores, Simone felix (PMDB), Jurdan Teixeira (PMDB), Itamar (PSDB), Afrânio Luíz (PSDB) e Cícero Teixeira são acusado pela situação de não ter votado
Quatro vereadores do bloco de oposição à administração de Acopiara, Jourdan Teixeira (PMDB), Simone Félix Gurgel (PMDB), José Alves Feitosa ‘Itamar’ (PSDB), e Afrânio Luiz Albuquerque (PSDB) são acusados pela situação de votar contra projetos do executivo na reta final do período legislativo de 2007. Segundo a base aliada do prefeito, os quatro vereadores votaram contra dois projetos enviados à Câmara pelo Poder Executivo. Um dos projetos diz respeito a benefício de abastecimento d’água da comunidade de Cachoeira dos Alexandre, região do distrito de São Paulinho, zona rural de Acopiara. Segundo informações dos moradores da região, dezenas de famílias que dependem do abastecimento d’água estão prejudicadas com a não aprovação do projeto na Câmara. O outro projeto seria a autorização do poder legislativo para que o município possa elaborar o ‘Plano Municipal de Habitação’, para ser enviado ao governo federal, com a meta de conseguir recursos para a construção de 1.000 casas populares. Os recursos para o projeto estão previstos no orçamento da União, através do PAC-Programa de Aceleração do Crescimento. Mas para que o município inicie o levantamento para identificar o seu défict habitacional seria necessária a autorização da Câmara Municipal.

Lamento

Quando participou de entrevista numa cadeia de rádio no dia 29/12, para fazer balanço da administração, o prefeito Antônio Almeida lamentou a atitude dos quatro vereadores e disse que quem perde é o município, principalmente aquelas famílias mais carentes. Antônio Almeida lembrou que o projeto da comunidade de Cachoeira dos Alexandre é uma obra de extrema importância para as famílias da região. “O voto contra dos vereadores deixa as famílias sem um dos bens mais preciosos para a sobrevivência que é a água”. Em relação ao projeto da construção de casas residenciais, o prefeito ressaltou que os recursos existem, o governo se propõe a financiar o projeto, mas seria fundamental que os vereadores votassem a favor autorizando o município elaborar o Plano que prevê todas as metas de construção dos imóveis para atender principalmente famílias carentes que não têm onde morar.

Antônio Almeida apelou para que os vereadores repensem a atitude que tomaram e revejam a votação, uma vez que os mais prejudicados são as pessoas mais pobres. Ele pediu que os parlamentares de oposição olhem para os problemas do povo e esqueçam as ‘picuinhas’ da política.  “Vamos deixar essas pequenas questões da política para lá, e observar quem está perdendo com isso, que são as pessoas pobres. Vamos trabalhar para atender as necessidades do município, não é o momento de priorizar as questões partidárias”, disse o prefeito.Na entrevista, Antônio Almeida também declarou que há uma informação ainda não confirmada de que os vereadores de oposição teriam fechado um acordo para votar contra qualquer projeto que seja enviado à Câmara pelo executivo.

A entrevista concedida pelo prefeito na cadeia de rádio falando sobre o assunto teve ampla repercussão no município e na região. Na segunda, 31, o presidente da Câmara Municipal, vereador Cícero Teixeira de Oliveira, ‘Cicinho de Otaviano’, concedeu entrevista à Rádio Vale do Quincoê e confirmou o que havia sido dito pelo prefeito Antônio Almeida. Cícero afirmou que os quatro vereadores votaram sim contra os dois projetos. Ainda na segunda-feira, o presidente da Câmara autorizou a veiculação do áudio de toda a sessão da Câmara, que é gravada, num espaço utilizado semanalmente pela Câmara na Rádio Vale do Quincoê. Na gravação os quatro vereadores se opõem aos dois projetos enviados à Câmara pelo executivo de Acopiara.

Versão dos vereadores

Nossa reportagem procurou o presidente da Câmara, Cícero Teixeira de Oliveira, (PMDB) para falar sobre o assunto. Cicinho disse que em relação ao primeiro projeto do abastecimento d’água de Cachoeira dos Alexandre, ele absteve de votar, por causa da ‘confusão que estava sendo feita pelos outros vereadores’, e no segundo projeto das ‘casas populares’ ele se posicionou ao lado do povo. O presidente afirmou que não há nada de errado com os projetos. A não aprovação se deu exclusivamente por questões políticas. “O vereador fez a pergunta a eles por qual motivo eles votam contra e eles não responderam”, disse o presidente. Cícero Teixeira citou os nomes dos quatro vereadores que, segundo ele, votaram contra os projetos (Jourdan Teixeira, Itamar, Afrânio Luiz e Simone Félix). Sobre a informação de que os quatro vereadores haviam fechado questão para não votar nenhum projeto enviado pelo executivo de Acopiara, o presidente da Câmara informou que tem conhecimento do assunto e que ouviu os vereadores dizerem que não vão votar neste ano em nenhum projeto enviado pelo prefeito. “Eu tenho conhecimento e ouvi falar por parte deles mesmos. Eles dizem lá que nesse ano não votarão mais em nenhum projeto que seja a favor do povo”. Mas o presidente disse que só será possível constatar isso se o prefeito enviar os projetos para a Câmara.

A vereadora Simone Félix, procurada pela nossa reportagem para comentar o assunto, disse que não queria falar na ocasião. “Eu não vou declarar nada. Se eu tiver que declarar alguma coisa (pediu o telefone do repórter), eu lhe dou o toque”. Na insistência do repórter ela começou a dizer que havia votado contra, mas não completou a frase, voltou atrás e disse que se absteve da votação. Simone Félix alegou que ia entrar em contato com os outros colegas para conceder a entrevista numa mesa redonda com os quatro vereadores, mas até o fechamento desta matéria ela não fez nenhum contato para o telefone fornecido por nossa equipe.

Nossa reportagem procurou também o vereador Jourdan Teixeira. Na primeira ligação feita para o telefone celular dele, quando o repórter começou a falar sobre o assunto, a ligação caiu. Depois tentamos várias vezes e o telefone estava na caixa postal. Ligamos para um telefone fixo de um vizinho do vereador, mas ele não foi atender a ligação. Entramos em contato também com o vereador Itamar através de um telefone celular fornecido pela secretária da Câmara Municipal, mas o vereador não atendeu nenhuma das ligações.

Abstenção

O vereador Afrânio Luiz negou que tenha votado contra os projetos. Ele disse que na verdade se absteve de votar. Afrânio ressaltou que o que aconteceu na Câmara consta em ata para quem quiser tomar conhecimento. Ele argumentou que se absteve de votar especificamente no projeto das ‘casas populares’, porque já havia votado num projeto semelhante em 2005 e até agora as casas não foram construídas. “Nós nem votamos contra também, ele mentiu também, eu me abstive, o que houve é que ninguém quis votar. Votar contra é uma coisa e não querer votar é outra. Lá não houve nenhum voto contra, lá houve dois votos a favor, só dois, o presidente não votou, e dois vereadores faltaram e os outros quatro se abstiveram de votar, não votaram contra, ninguém votou contra, foi uma abstenção, nem sim, nem não”, disse Afrânio.

Comentários  

 
#1 romulo 08-06-2011 11:40
tem um vereador de acopiara que é estilionatario. bandido, rouba as pessoas atraves de falsificação de dinheiro
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar