Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Notícias Cartas Cristo não rejeita ninguém

Cristo não rejeita ninguém

E-mail
O legalismo não é de Cristo, Jesus nos resgatou do jugo da Lei que Deus deu a Moisés. Era um peso grande, mas Jesus declara: vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, e eu vos aliviarei (Mt 11,28). Arrogar-se autoridade para amedrontar cristãos é ignorância e arrogância, dois pecados em uma tacada. Como ninguém engana todos o tempo todo, não seguir Jesus é falta de siso.

Um verdadeiro cristão ouve a voz de Jesus expressa no Novo Testamento, não existe outra maneira, quem não segue a Bíblia não é de Cristo. Jesus constituiu seus enviados (apóstolos em grego) para que conheçamos suas palavras, que tocam nosso coração mas cabe a nós abri-lo a Jesus, como João, em suas visões, testemunha: eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e me abrir a porta, entrarei em sua casa e cearemos, eu com ele e ele comigo (Apo 3,20,21).

Jesus não é somente um profeta, ou um filósofo, ou algum iluminado. Jesus é a nossa única porta para chegar a Deus, quem não crê é porque não é de Cristo, conforme dito pela própria boca de Jesus: eu sou a porta das ovelhas. Se alguém entrar por mim será salvo. Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância. O mercenário, porém, que não é pastor, quando vê que o lobo vem vindo, abandona as ovelhas e foge. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. E haverá um só rebanho e um só pastor. Os judeus perguntaram: Se tu és o Cristo, dize-nos claramente. Jesus respondeu-lhes: Eu vo-lo digo, mas não credes, porque não sois das minhas ovelhas (Jo 10,7-26).

Jesus não julga, salva! Isso mesmo, Jesus veio para nos salvar, tudo que precisamos é ouvir suas palavras, crer e, muito importante, querer, pedir. Jesus não impõe, e mesmo que seja óbvio, precisamos pedir, por exemplo: ao aproximar-se Jesus de Jericó, estava um cego sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. Sabendo que era Jesus de Nazaré que passava, exclamou: Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim! Os que vinham na frente repreendiam-no rudemente para que se calasse. Mas ele gritava ainda mais forte. Jesus parou e mandou que lho trouxessem. E perguntou-lhe: que queres que te faça? Respondeu ele: Senhor, que eu veja (Lc 18,35-41).

Jesus rejeita a condenação de Moisés: os fariseus trouxeram uma mulher que fora apanhada em adultério. Moisés mandou-nos na lei que apedrejássemos tais mulheres. Que dizes tu a isso? Jesus disse-lhes: Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar uma pedra. Eles se foram retirando um por um. Perguntou Jesus à mulher: ninguém te condenou? Nem eu te condeno. Vai e não tornes a pecar (Jo 8,1-11).

Cristo não rejeita ninguém: perguntaram-lhe eles: Mestre, sabemos que falas e ensinas com retidão e que, sem fazer acepção de pessoa alguma, ensinas o caminho de Deus segundo a verdade (Lc 20,21).

Mario Eugenio Saturno é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Professor do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva e congregado mariano. (Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. )

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar