Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Notícias Cartas Iguatu há 156 anos a voz do Centro Sul

Iguatu há 156 anos a voz do Centro Sul

E-mail
Amanhã, 25 de janeiro, Iguatu comemora 156 anos de emancipação política. Após desmembrar-se do município de Icó e tornar-se vila em 1853, a cidade deu início a uma trajetória de progresso e desenvolvimento não apenas para a própria Iguatu mas para toda a região Centro-Sul.

Para comemorar esta data importante na vida de todos os iguatuenses, a prefeitura municipal realiza uma verdadeira valorização dos nossos símbolos institucionais além de resgatar a cultura popular local. De 24 a 31 de janeiro, a Semana do Município promete intensa movimentação realizando ações culturais, shows, prestações de serviços e eventos esportivos além de inaugurações de obras que deverão marcar mais um aniversário da cidade de Iguatu.

Durante toda sua história, a Terra da Telha sempre foi destaque em várias áreas. Por exemplo, na economia Iguatu hoje é um polo regional de comércio e serviços, oferecendo apoio para mais de 10 municípos da Região onde se localiza. Com 70 empresas (uma de mecânica, 05 metalúrgicas, 04 de madeiras, uma de borracha, uma química, 02 diversas, 10 do mobiliário, uma de couro e peles e produtos similares, 03 editorial e gráficas, 08 de produtos minerais não metálicos, 05 de serviços de construção, 31 de produtos alimentares, 05 de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couro e peles).

Na religião, a terra da água boa sempre possuiu uma ligação direta com este segmento, tanto que em 1707 aconteceu a descoberta da aldeia com índios Quixelôs pelos jesuítas, em seguida a paróquia surgiu. Senhora Santana é a padroeira da cidade. Em 1939, foram fundadas as primeiras igreja protestante e evangélica, Igreja Presbiteriana do Brasil e Assembléia de Deus, respectivamente.

Na educação temos cursos oferecidos por quatro universidades, dezenas de escolas na rede pública que estão instaladas na sede e em todos os distritos, além das escolas particulares, que estão entre as melhores da região e do Estado.
Na cultura, Iguatu é destaque pelos seus filhos que apresentou ao Ceará e ao Brasil, Eleazar de Carvalho, Humberto Teixeira e Evaldo Gouvêa, representam uma gama de artistas que pertencem a companhias teatrais, músicos, pintores, repentistas, artistas plásticos, artesãos, bonequeiros e dançarinos que ganharam recentemente o seu templo de apresentações que é o Teatro Pedro Lima Verde, possui em seu calendário grandes eventos como o Iguatu Festeiro, Iguatu Junino, Expoiguatu e Iguatu Natal de Luz, na música popular os garotos da Orquestra Eleazar de Carvalho e a chegada da Escola de Música Popular colocam definitivamente Iguatu como uma expressão máxima da cultura através do seu potencial humano.

No esporte, o futebol foi destaque através do Iguatu Futebol Clube que levou o nome da cidade para todo o território cearense. O município possui um estádio com a capacidade de sediar grandes jogos e receber a sua enorme torcida. É um grandioso celeiro de atletas que atuam nos campeonatos municipais. Já o desporto amador é muito bem representado pelos atletas do basquete, vôlei, atletismo, ciclismo, handebol e tantos outras modalidades que representam Iguatu em competições estaduais e nacionais.

Na agricultura, a era do algodão marcou a sua história e cria-se uma expectativa através das novas tecnologias para que essa possa retornar. Atualmente a potencialidade da (uvas, bananas, melancias, melões, mamões) geram esperanças de emprego e renda no campo.

Na Terra da Água Boa a terra também é boa. O arroz também conquistou seu espaço na história econômica do município. Investidores nacionais e internacionais observam Iguatu como um local produtivo e interessante para seus investimentos na produção do biodisel. Por tudo isto ganha destaque na Região no segmento da agricultura.

A riqueza hidrográfica que lhe deu o nome é representada por várias lagoas naturais além das represas do Orós e Trussu que produzidas pelo homem trouxeram gigantescos ganhos para Iguatu, através da agricultura e do turismo. O complexo turístico do Trussu é a prova disto. Milhares de turistas anualmente conhecem os prazeres das águas iguatenses. É banhada pelo rio Jaguaribe que é a testemunha de toda esta evolução nestes 156 anos.

Na saúde através da rede pública representada pelo Hospital Regional de Iguatu e Casa da Saúde e na rede privada através do Hospital São Camilo e outros colocam Iguatu como um centro de excelência.

Na urbanização recentemente destaque com praças e ruas completamente reestruturadas, iluminação, sistemas de abastecimento de água e com a possibilidade de acabar de vez com algo que é centenário e vergonhoso: a falta de saneamento básico e o lixão na entrada do município.

Na comunicação também é destaque, desde a fundação do seu primeiro jornal “O Correio de Iguatu”, em 1919, até a criação do portal de notícias o Iguatu.Net, via internet. Iguatu sempre apresentou o poder de ser a voz do Centro-Sul, através das suas cinco emissoras de rádio e através do seu jornal de maior periodicidade e circulação: o Jornal A Praça.
Conhecendo um pouco o seu passado, aprendemos  e entendermos o nosso presente e criamos uma expectativa de futuro. No momento em que Iguatu completa seus 156 anos, a Terra da Telha possui um povo com a noção de que não podemos e não devemos perder mais tempo, pois o hoje e o amanhã serão de dias melhores. Parabéns Iguatu.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar