Jornal A Praça - O Jornal de Iguatu

Você está aqui: Notícias Política Crianças participam de Audiência Pública pela erradicação do trabalho infantil

Crianças participam de Audiência Pública pela erradicação do trabalho infantil

E-mail
Foto:Wandenberg Belém
Crianças com faixas pedindo respeito aos seus direitos
A Câmara Municipal de Iguatu recebeu na tarde da última terça-feira, 10/06, um público bem especial. Dezenas de crianças carentes oriundas de diversos bairros, assistidas por programas como o Peti (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) e AABB Comunidade, assistiram a audiência pública que abordou o tema da erradicação do trabalho infantil no município. Educadores, convidados, técnicos do CREAS, CRAS, estiveram presentes. A secretaria de Ação Social, Célia Freitas, e a de Educação, Marlene Amâncio, também participaram.

Célia Freitas ressaltou que essa é uma luta que precisa do empenho de todos os cidadãos. “É uma preocupação que deve ser lembrada constantemente para acabar de vez com a exploração do trabalho infantil no município”, disse. Durante as explanações os presentes assistiram a um vídeo que abordou a exploração do trabalho infantil.

De acordo com Marlene Amâncio, a exploração do trabalho infantil é um problema muito sério, o que leva para outros problemas principalmente o uso de drogas e exploração sexual dessas crianças. “É preciso que a sociedade acorde”, disse, referindo-se à falta de uma estrutura familiar que contribui para essas explorações. Segundo ela, hoje em Iguatu as crianças têm acesso a uma escola com condições dignas para o aprendizado e formação pessoal. “Temos que combater esse mal hoje em Iguatu, no Ceará”, complementou.

Foto:Wandenberg Belém
Parlamentares demonstraram apoio as reivindicações das crianças
Para a coordenadora do Peti da Vila Chapadinha, Célia Cardoso, esse é um momento muito feliz, em que mais de cem crianças trabalhavam no lixão e hoje estão recebendo assistência na área educacional. “Hoje gostaria de agradecer ao prefeito, que não mede distância em dar oportunidade de melhoria de vida para nossas crianças, jovens e adolescentes”, disse.

A técnica do CREAS, Maria Barbosa, ressaltou que lugar de criança é na escola, no seio da família, e precisa aprender e ter lazer. Segundo ela, esse momento não é só para elogiar, mas abrir discussões junto aos vereadores e sociedade para garantir ainda mais os direitos das crianças. O vereador Ronald Bezerra disse que a administração tem reconhecido o devido valor das crianças e adolescentes, por isso vem investido muito no setor de educação e na melhoria da qualidade de vida. O vereador Nelho Bezerra denunciou que hoje existem quadrilhas de bandidos na cidade que estão envolvendo menores. “Tem algumas quadrilhas perigosas em nossa cidade, que roubam moto, carro, que matam gente e colocam as crianças na frente para assumir a culpa”. Nelho fz referência às facilidades com que os menores que comentem ato infracional podem ter com a Justiça. O presidente Aderilo Alcântara relembrou do tempo que foi secretário de Ação Social de Iguatu, e uma de suas preocupações era tirar as crianças que acompanham os pais no lixão, localizado na Vila Chapadinha. Segundo ele, antes mesmo de existir o Peti no município, desenvolveu ações para a melhoria da vida de centenas de crianças que viviam em áreas de risco. “Muitos têm discurso bonito, mas na prática não fizeram nada”, disse.

O líder comunitário Antônio Baixinho participou da audiência e disse que é preciso acabar com qualquer tipo de trabalho infantil no município. “O incentivo ao esporte, educação e lazer farão com que eles se tornem bons cidadãos no futuro”, disse. A educadora Laudecy Ferreira disse que está feliz enquanto educadora ao ver a evolução que vem acontecendo com as crianças e com a sociedade de um modo em geral.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar